Publicado em 09.09.2019 - Notícias - Sem comentários

Cinco grupos de alunos de 8º e 9º anos do CSJ estão participando do concurso de curta-metragem “Curta na Educação”. O tema deste ano propõe uma reflexão sobre a elaboração e a aplicação das políticas públicas pelo Estado brasileiro, nos âmbitos Nacional, Estadual e Municipal, a partir do mundo da educação, contribuindo para a participação dos cidadãos na construção de políticas que assegurem os direitos sociais a todos, em particular aos mais frágeis e vulneráveis, fortalecendo a cidadania e o bem comum.

Até às 12 horas do dia 02 de outubro, os curtas estarão passando por um júri popular, em que é possível votar quantas vezes quiser. Após esse período, as produções passam por um júri técnico. Confira os links para votação abaixo.

*Clique nos títulos para votar.

Políticas Publicas: Revitalização da Praça, dos alunos Igor Fontoura Soares, Mariana Falck, João Gabriel de Ávila, Isabella Amaral Campagnollo e John Antônio Cavalheiro – 8º A

Acessibilidade, dos alunos Carina Zanela, Maria Eduarda Sousa, Maria Eduarda Cardoso, Eduarda Oyarzabal e Catarina Magalhães – 8º C

Acessibilidade, dos alunos Bruno Linhares Zanotta, Eduardo Galhardo dos santos, Laís Lorenzet Britto, Isabela Bellora Braunstein, Roberta Sallis Schaffauser e Isadora Ramos Nunes – 8º C

Políticas Públicas Moradores de rua, dos alunos Pedro Augusto Dias Doleske e Eduarda da Rosa Monks – 9º C

Políticas Públicas: combatendo a miséria, dos alunos Joana dos Santos Iturriet Mendonça, Luciana dos Santos Iturriet Mendonça, Anna Luiza Carvalho Feijó, Lílian Dalva Moreira Bruno e Laura Garcez da Silva – 9º C

 

O Concurso

Curta na Educação é um projeto criado e desenvolvido por iniciativa conjunta da Associação Nacional de Educação Católica (ANEC) e da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul (CCDH), operacionalizado através do Grupo de Trabalho Interinstitucional (GTI), com o intuito mobilizar crianças, adolescentes, jovens e adultos, de todas as redes de ensino, na reflexão e ação voltadas para questões de relevante interesse social, a partir da proposta anual da Campanha da Fraternidade, propiciando o desenvolvimento do pensamento crítico e o exercício da cidadania.

Desde o mês de março, os alunos estão envolvidos com a produção e o compartilhamento de textos, notícias e debates em sala de aula. A culminância desta edição se dará no mês de novembro, com a realização de uma Audiência Pública Estadual na Assembleia Legislativa, na qual serão apresentados para o Parlamento Estadual os trabalhos que obtiverem a maior votação, com a possibilidade de constituição de um Grupo de Trabalho para acompanhar os encaminhamentos dados.