Publicado em 25.07.2019 - Notícias - Sem comentários

DSC_1217 DSC_1235

O primeiro módulo da atividade extraclasse de robótica do CSJ formou a sua primeira turma. Durante o primeiro semestre de 2019, os estudantes participaram de atividades do nível 1 do curso – mecanização, que trabalhou conceitos básicos de robótica, como engrenagens, polias, pilhas e motores, a partir da utilização de materiais reciclados. Neste semestre, serão três módulos acontecendo simultaneamente: o nível 1 (mecanização), o nível 2 (Lego Intro) e o nível 3 (projetos integradores). A atividade é ministrada pela professora Elisa Alves.

Para participar do nível Lego Intro, o estudante deverá ter participado do módulo 1. Essa etapa do curso, destinada para alunos de 1º a 4º ano do Ensino Fundamental, trabalhará com dois kits da marca Lego, que utilizam, além dos blocos de montar, sensores e motores que podem ser programados por aplicativo. Ao final do módulo, os alunos poderão montar robôs a partir da criatividade e dos blocos disponíveis nos kits.

DSC_1646 DSC_1664

Já no módulo 3 – projetos integradores –, poderão participar estudantes de 5º ano até Ensino Médio. Cada aluno escolherá sua metodologia de trabalho, podendo utilizar os kits disponíveis na Escola – Lego, Microbit, Arduíno ou mecanização. De acordo com a professora Elisa, nesse módulo os alunos terão seus próprios projetos. “Eles poderão escolher quais metodologias querem trabalhar e montarão seus projetos. Eles escolhem o que vão desenvolver durante o semestre”, destaca.

Elisa ressalta que a partir dos módulos 2 e 3, os estudantes já poderão participar de competições práticas de robótica. “Já no começo do semestre vamos começar as preparações para competir. Temos em mente participar das competições First Lego League (competição internacional); da Mostrarob (do campus Pelotas do IFSul); e da Robotics Experience, em Santa Catarina”, aponta.

DSC_1234 DSC_1642

A primeira experiência

A primeira turma de robótica do CSJ aprendeu, neste semestre, sobre conceitos básicos e sobre sustentabilidade, a partir da reutilização de materiais para a construção dos robôs. De acordo com Elisa, os resultados obtidos com a turma foram muito positivos. “Eles ficaram muito animados com os novos aprendizados e me motivaram muito a pensar coisas novas para incorporar nas aulas desse semestre. Foi uma troca de experiências muito boa”, destaca.

Olimpíada de Robótica

Olimpíada de Robótica

A partir dos aprendizados das aulas, os estudantes já puderam participar da Olimpíada Brasileira de Robótica este ano. 16 alunos fizeram a prova teórica, que terá os resultados divulgados em outubro deste ano. “Esse primeiro semestre foi de novas experiências. Eu quero estimular os alunos na criatividade e incentivar eles a irem além”, ressalta Elisa.