Publicado em 26.12.2019 - Notícias - Sem comentários

As alunas do 8° ano Júlia Pinho, Anna Clara Fernandes e Gabriela Tavares desenvolveram uma pulseira capaz de ler histórias para crianças deficientes visuais ainda não alfabetizadas em braile. A “Pulseira Inteligente” foi criada no projeto Jovem Cientista sob orientação da professora Elisa Alves.

DSC_1384DSC_1511DSC_0195DSC_1388

“Desenvolvemos uma pulseira que permite reproduzir em áudio, uma história infantil clássica que futuramente poderá ser gravada por outras pessoas, como a mãe, ou até mesmo o usuário do protótipo”, diz Anna Clara. Segundo as alunas, o aparelho foi desenvolvido com a utilização do micro:bit, uma placa tecnológica e o auxílio de um aplicativo chamado “Scratch”.

De acordo com a professora Elisa Alves, o trabalho inovador das alunas faz parte do projeto de iniciação científica realizado com os alunos do 8° ano, e busca desenvolver habilidades tecnológicas para um mundo mais acessível.  “Pensando nisso, procuramos auxiliar estas crianças deficientes visuais através da pulseira. É uma alternativa prática e lúdica para que elas  desenvolvam sua audição e sintam-se incluídos no espaço da literatura”, comenta a orientadora Elisa.

DSC_1472DSC_1521

O trabalho já ganhou destaques em feiras como Jornada Científica e Mostra Nacional de Educação Ciência e Tecnologia (MOSTRAROB).  Foi também premiado como primeiro lugar na feira virtual Ciência com Micro:bit, e no próximo ano estará em exposição na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE).